Se inscreva em nosso canal

https://youtube.com/channel/UCqrDBUtfSGVfEyLT0TEdyWQ

DEPOIS DA TEMPESTADE… – Pão Diário

Fonte: DEPOIS DA TEMPESTADE… – Pão Diário

Quando o combustível acaba – Pão Diário

Fonte: Quando o combustível acaba – Pão Diário

Efeito Cascata

LIDERANÇA CRISTÃ

O que nossa liderança cristã atual tem demonstrado viver e o que tem transmitido ao mundo?

O que nós, como líderes cristãos, estamos demonstrando viver e o que temos transmitido para nossa família, dentro de nossa casa?

O que temos transmitido para nossos parentes, nossa igreja, nossos colegas de trabalho e toda nossa geração?

Há muitos líderes cristãos buscando sucesso, reconhecimento, fama, riqueza; mas Esdras buscou conhecer a lei de Deus, para colocá-la em seu coração a fim de praticá-la! (Sl 119:11)

Nós não podemos viver, e muito menos ensinar a Palavra de Deus, se não a conhecermos antes!

Por isso, algo absolutamente indispensável para o perfil de um líder evangélico, é o estudo constante da Palavra de Deus, para crescer em conhecimento (Os 6:3Tt 1:92Pe 3:18).

Se você quer mesmo desenvolver o perfil de um líder cristão e crescer no conhecimento da Palavra (para se consagrar a Deus), precisa se organizar e ter momentos do seu dia exclusivamente dedicados à leitura, estudo e reflexão da mesma.

Uma das principais qualidades de um líder cristão é a capacidade de auto corrigir-se!

Mas antes que Esdras ensinasse ao povo, ele entendeu que sua vida era base de seu ensino. Ele compreendeu que sua conduta fala mais alto do que suas palavras.

Esdras também entendeu que o exemplo de vida não é só mais uma forma de ensinar, mas sim a única forma eficaz de fazê-lo!

Para um líder cristão, não deve haver “um abismo” entre o que ele fala e o que ele faz, ou sua maneira de viver.

Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver. (1 Pedro 1:15 KJF)

Naldo Cardoso

A CRISE DA ESPERA — SALMO 37

“No entanto, quando ouviu falar que Lázaro estava doente, (Jesus) ficou mais dois dias onde estava” (João 11:6 NVI). A crise da enfermidade foi exacerbada pela crise da demora. Dias passaram. Nada de Jesus. Lázaro começou a definhar. Nada de Jesus. Lázaro morreu. Nada de Jesus. A crença rabínica de Israel ensinava que por três […]

A CRISE DA ESPERA — SALMO 37

EDIÇÃO DE AMANHÃ

EDIÇÃO DE AMANHÃ

Não se gabe do dia de amanhã, pois você não sabe o que este ou aquele dia poderá trazer.
Provérbios 27:1

Existe um tripé que sustenta a esperança da humana:

Primeiro o poder econômico, mas ele não pode comprar aquilo que é gratuito para muitos sobreviverem, o ar. A falta de ar já dizimou muitas vidas.

Segundo o poder da ciência, que não pode resolver de imediato o problema que assola o mundo e ainda está tentando trazer uma solução, mas antes produz muitas dúvidas e discórdias.

O terceiro o poder político, nações poderosas, ricas com seus governantes, presidentes, reis, ministros e comandantes, com todo poder bélico, poder de decisão e ação não puderam resolver e ainda se debatem acerta disso.

Sabe por quê?

Porque o homem é vulneral, dependente e não auto suficiente.

Tiago 4:13-17

Ouçam agora, vocês que dizem: “Hoje ou amanhã iremos para esta ou aquela cidade, passaremos um ano ali, faremos negócios e ganharemos dinheiro”.
Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa.
Ao invés disso, deveriam dizer: “Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo”.
Agora, porém, vocês se vangloriam das suas pretensões. Toda vanglória como essa é maligna.
Pensem nisto, pois: Quem sabe que deve fazer o bem e não o faz, comete pecado.

 Tiago aponta três coisas erradas que muitas pessoas cometem e três coisas que precisamos viver para desenvolver a dependência de Deus.

PRIMEIRO ERRO: INDEPENDÊNCIA DE DEUS

“Vocês que dizem”: quem decide? O sujeito decide.

Tiago simula uma fala de alguém que tem sobre si o direito de decidir.

Não há mal nenhum em planejar. Planejar está correto, o que está errado é não incluir Deus em seus planos, ou não apresentar esses planos a Ele.

A questão principal é que Tiago está falando com cristãos confessos, judeus que haviam se convertido, mas que na prática do dia a dia, não colocam seus planejamentos e decisões na presença de Deus. Isso se chama “Ateísmo prático”: na teoria sou cristão, mas na prática vivo como se ele não existisse.

A pergunta que podemos fazer sobre essa fala de alguém é:

Onde está Deus em todo este projeto?

Em nenhum lugar.

Todas as decisões têm como base o ser humano.

O versículo reflete a fala de alguém que despreza a participação de Deus na sua vida. Reflete a confiança no projeto humano. Incentiva o ser humano a pensar de maneira autossuficiente e autônoma.

Uma vez que a palavra de Deus transpõe os séculos e chega também a nós, podemos pensar se também não temos essa mesma atitude diante de várias situações em nossas vidas: a independência de Deus.

Nós estamos vivendo numa sociedade em que Deus foi colocado à margem. Um mundo no qual Deus não faz mais parte. Um Deus que é lembrado só no Domingo. Um Deus que não tem nada a ver com a minha vida. Um Deus que não tem nada a ver com a minha sexualidade. Um Deus que não tem nada a ver com os meus estudos. Deus não tem nada a ver com meus negócios, com a minha carreira, com o meu tempo. Deus não tem nada a ver como eu administro a minha vida. Eu sou autossuficiente, sou eu que mando.

Onde está isto no texto em que lemos?

“Hoje ou amanhã: quem decide o início de tudo? Eu decido!

iremos a tal cidade: quem decide o lugar?

ali ficaremos um ano: quem decide o prazo?

fazendo negócios: quem decide a atividade?

ganhando muito dinheiro: quem decide o propósito?

Perceba o que Tiago diz no verso 16:

16 Porém vocês são orgulhosos e vivem se gabando. Todo esse orgulho é maligno.

Isto nos lembra o que Provérbios 16:18 diz:

O orgulho leva a pessoa à destruição, e a vaidade faz cair na desgraça.

Poderíamos extrair deste texto que quanto mais independentes e orgulhosos somos de Deus, mais vamos nos arrebentar, quebrar a cara.

O teólogo Francis Schaffer diz: “A única coisa que o homem sabe fazer a si mesmo é se auto prejudicar”.

Quer confiar em si mesmo?

Então, se prejudique.

SEGUNDO ERRO: O DESEJO INSACIÁVEL DE POSSUIR

Uma das características mais marcantes do mundo hoje é o consumismo. Tudo gira em torno dele. É como se o mundo de hoje gritasse, em alto e bom som: “- Diga-me o que consomes, e te direi quem és”.

O “ser” está intimamente ligado com o “ter”. Assim, as pessoas são julgadas por aquilo que possuem e não pelo que são. Isso gera no ser humano o desejo por possuir mais e melhores bens, fazendo com que ele viva nessa busca insaciável por aquilo que não é pão.

Novos produtos são lançados quase que diariamente. Nessa ótica, o mercado consumidor tem como base a insatisfação humana.

Aquilo que se consome nada tem a ver com a utilidade ou a necessidade, mas com a manipulação dos significados, que geralmente tendem a se referir à felicidade. Em resumo, possuir determinado produto é ter felicidade.

Ao permitirmos que as coisas dominem o nosso coração, corremos o risco de que a nossa oração seja moldada por elas. Então, a única coisa que saberemos dizer em oração é “dá-nos Senhor!” “eu preciso Senhor!”.

Entenda, não estamos dizendo que ter dinheiro é errado, mas colocar o dinheiro como um deus na sua vida é errado.

O dinheiro move. O dinheiro seduz. Você vai precisar dizer ao dinheiro quem é que manda na sua vida.

O dinheiro não pode estar no lugar de Deus em sua vida.

TERCEIRO ERRO: A FALTA DE CONSCIÊNCIA DA BREVIDADE DA VIDA

Tiago está revelando pessoas que não sabem o que é a vida. Pessoas que vivem alienadas, em busca de seus próprios interesses, mas esquecem que a vida passa muito rápido.

A falta dessa consciência da brevidade da vida faz com que a pessoa individualize suas próprias buscas perdendo a realidade do que está a sua volta e até da sua vocação, ou seja, de sua missão na terra.

COMO DESENVOLVER A DEPENDÊNCIA DE DEUS

A) RECONHECENDO A VONTADE DE DEUS

v15. O que vocês deveriam dizer é isto: “Se Deus quiser,

Também usamos muitas vezes o termo ‘se Deus quiser’, mas como um chavão positivista.

B) SABER O QUE DEVE SER FEITO, O QUE PRECISA SER MUDADO

v15…estaremos vivos e faremos isto ou aquilo.”

Uma vida vinculada ao querer de Deus.

C) DETERMINAÇÃO EM FAZER O BEM

v17. Portanto, comete pecado a pessoa que sabe fazer o bem e não faz.

A vida é uma dádiva de Deus

Ele deseja que a usemos com um propósito

Viver alienados deste propósito é viver em pecado

A edição de amanhã para quem coloca Deus em seus planos ou deixa de seus planos para viver os de Deus, é a provisão dEle.

O dia de amanhã pertence a Deus, e Ele proverá todas as suas necessidades segundo a sua misericórdia.

@jacnaldo Naldo Cardoso

O PASTOR QUE FRACASSOU

Um Pastor de um pequeno vilarejo, chegou a igreja animado e motivado para realizar mais um culto de noite, a hora passava e o povo não chegava.

Depois de 15 minutos de atraso entrou três crianças, depois de 20 minutos entrou dois jovens, então o Pastor resolveu começar o culto com os cincos irmãos.

Ao de correr do culto entrou um casal que sentaram nos últimos acentos da igreja.

quando o Pastor fazia a leitura da Bíblia para a pregação da noite entrou mais um Senhor meio sujo com uma corda na mão.

Mesmo desapontado sem entender o porquê do fracasso do povo, o Pastor conduziu o culto animado e pregou com dedicação e zelo.

Quando voltava para a casa foi assaltado e espancado por dois ladrões que levaram a sua pasta onde havia sua Bíblia e outros pertence de valor.

Em quanto sua esposa fazia os curativos das feridas em casa, ele descreveu aquele dia como:

  • O dia mais triste da sua vida.
  • O dia mais fracassado do seu ministério.
  • O dia mais infrutífero da sua carreira.

Depois que passaram cinco anos, o Pastor resolve compartilhar essa historia para a igreja, quanto ele terminava de contar a historia um casal de grande referência naquela congregação interrope o Pastor e dizem: ” Pastor aquele casal da historia que sentaram no fundo eramos nós.

Estavamos na beira do divorcío em função de vários problemas e desentendimentos que havia no nosso lar, naquele noite decidimos por fim ao nosso casamento, mas primeiro decidimos entrar em uma igreja e deixarmos lá as nossas alianças e depois cada um seguir o seu caminho, mas desistimos do divórcio depois que ouvimos apregação do Pastor naquela noite, hoje estamos aqui com o lar e a familia restaurada.

Em quanto o casal falava um dos empresário bem sucedido que ajudava no sustento daquela igreja acenava pedindo oportunidade para falar e disse: “Pastor eu sou aquele senhor que entrou meio sujo com uma corda na mão.
Eu estava a beira da falência, perdido nas drogas, minha esposa e meus filhos tinha ido embora de casa por conta das minhas agressões. Naquela noite eu tentei ao suícidio, só que acorda rebentou, quando ia comprar uma outra corda, vi a igreja aberta, decidi entrar mesmo sujo com a corda na mão.
Naquela noite a mensagem perfurou meu coração e saí daqui com anímo para viver, hoje estou livre das drogas, minha familia voltou para casa e me tornei o maior empresário do vilarejo.

Lá na porta da entrada o diácono que fazia o protocolo gritou: ” Pastor eu fui um daqueles ladrão que assaltou o senhor, o outro morreu naquela mesma noite quando realizavamos o segundo assalto da noite. Na pasta do Pastor tinha uma Bíblia, eu passei a ler quando acordava pela manhã, depois resolvi entrar nessa igreja.

O pastor ficou em choque e começou a chorar junto com a congregação, a final aquela noite que ele considerava como uma noite de fracasso foi uma noite muito productiva.

LICÕES DA HISTORIA

1- Exerça o teu chamado com dedicação e zelo independente do número de participante.

2- Dê o seu melhor todos os dias, pois cada dia es um instrumento para a vida de alguém.

3- Nos dias mais ruim da sua vida você ainda pode ser benção na vida de alguém.

4- O dia que você considera como o dia mais infrutífero da sua vida na terra na verdade é o dia mais productivo no mundo espiritual.

5- Deus usa as circunstâncias ruins da vida para produzir grandes vitorias.

6- Nunca diga; hoje Deus não fez nada só pelo facto de teus olhos não verem nada.

Reflita bem sobre isso.

VENCENDO A ANSIEDADE

As 3 coisas que Jesus fazia para vencer as mais difíceis tentações

(1) Jesus estava cheio do Espírito Santo

Salta aos olhos o trecho da narrativa feita por Lucas da tentação de Jesus no deserto: “Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e foi guiado pelo mesmo Espírito, no deserto” (Lucas 4:1). Jesus não estava 30% cheio, só um pouquinho cheio, de vez em quando cheio. Jesus estava plenamente cheio do Espírito e o tempo todo. Isso faz muita diferença na vida do crente! Estar cheio do Espírito é ser guiado por Ele no dia a dia, é ter relacionamento com Ele, é ter santidade na vida, prática da palavra do Senhor! São coisas onde os crentes muitas vezes falham terrivelmente e, por isso, não é de se admirar que caiamos em tantas tentações! Jesus mostra que vencer as tentações é algo que fazemos quando estamos cheios do Espírito Santo!

Você está cheio do Espírito Santo agora para enfrentar as tentações que os inimigos vão lançar sobre você essa semana?

 (2) Jesus estava andando no propósito de Deus

Observe nesse mesmo versículo que citamos acima o trecho: “…foi guiado pelo mesmo Espírito, no deserto” (Lucas 4:1). Jesus estava no deserto pela vontade de Deus, guiado pelo Espírito Santo. Quem gostaria de estar em um deserto sendo filho de Deus e sabendo que existem lugares muito melhores para se estar? Jesus mostra que estava na total dependência de Deus ali! Estava jejuando e sendo levado para passar por momentos difíceis, mas não era isso que importava, mas sim fazer o que Deus desejava. Isso faz muita diferença. Ser guiado pelos propósitos de Deus nos levará sempre ao caminho que Deus quer para nós, ainda que difícil. O grande porém é que quando guiados por Ele somos fortalecidos, ao passo que longe dos caminhos do Senhor, mesmo que estejamos em “bons lugares” agradáveis ao nosso coração, estaremos enfraquecidos e vazios do Espírito Santo; seremos uma presa fácil para o tentador! Cairemos diante dele!

O caminho que você está trilhando agora em sua vida é a vontade de Deus? Está nesse momento certo de que tem vivido nos caminhos que o Senhor quer para sua vida?

(3) Jesus estava com a Palavra de Deus no coração

Chama muita atenção nas tentações lançadas pelo diabo que ele buscava os pontos de fragilidade de Jesus naquele momento (fome) e também os desejos do coração humano (poder e glória), no entanto, a reação de Jesus (que estava cheio do Espírito e andando no propósito de Deus) foi combater a tentação com a palavra de Deus! Em uma das investidas do maligno Ele disse: “Mas Jesus lhe respondeu: Está escrito: Não só de pão viverá o homem” (Lucas 4:4). Isso nos diz muito sobre a importância de estudar a Bíblia, de conhecê-la, de memorizá-la, de investir tempo no estudo dela, de amá-la de fato e de verdade! Muitos estão caindo diante do inimigo porque não investem tempo no conhecimento da Palavra do Senhor! Jesus mostrou que a Bíblia é uma espada afiada para acabar com o inimigo! Mostrou também que alguém cheio do Espírito Santo e guiado por Deus sempre amará a Bíblia, confiará nela, a terá em seu coração e por fim a usará para obter vitória nas tentações!

Como anda sua relação com a Bíblia agora? Você é capaz de usá-la como uma espada afiada para vencer as tentações do inimigo contra sua vida?

Concluímos, então, que a vitória está à disposição de todos os servos de Deus, mas ela não vem sem luta. Jesus não se sentou à beira de uma piscina e ficou esperando a vitória chegar! Ele teve que se dedicar, ter intimidade com Deus, crer e aceitar ser guiado pelo vontade do Senhor mesmo em lugares difíceis; ler, aprender, memorizar a Palavra! Tudo isso tem custo, tem preço a pagar, tem esforço a ser empregado! Quer vencer? Pague esse preço!